UNOPAR
Armazém Paraíba
YASMINI
ISEPRO
TOPO 4 ANOS
Premiação

Professora de Água Branca é destaque em premiação nacional

“Feminicídio: um grito no silêncio”.

03/09/2019 13h48
Por: Redação
Fonte: Canal121
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A professora Solange da Silva Viana, que ministra aulas de ensino Religioso e Arte na Escola Municipal Joaquim Calado, em Água Branca, é autora do Projeto “Feminicídio: um grito no silêncio”. O projeto tornou o município de Água Branca o único do Piauí a receber Menção Honrosa do Criativos da Escola, da Fundação Alana, uma organização de impacto socioambiental que promove o direito e o desenvolvimento integral da criança fomentando novas formas de bem viver.

"A professora Solange merece todos os parabéns por essa grande atuação como educadora e cidadã. Os educadores e equipes escolares de Água Branca, de forma geral, se empenham para garantir, nas salas de aulas, um trabalho de prevenção e proteção aos estudantes e suas famílias. Pessoas assim são inspirações para os nossos jovens. É muito bom contar com profissionais desse nível em nosso município. Água Branca está orgulhosa desse feito”, diz o prefeito de Água Branca, Jonas Moura.

A professora Solange Viana fala sobre o projeto desenvolvido na escola e a homenagem recebida: “Isso mostra que, de uma certa forma, um trabalho, mesmo que tão simples, na nossa visão, ele pode conquistar uma proporção muito grande, que nós até desconhecemos. Enquanto professora de ensino Religioso e Arte, eu vejo um mundo de possibilidades com meus alunos”, diz.

Ainda de acordo com a educadora da rede municipal de ensino de Água Branca, “a temática feminicídio foi trabalhada em um momento de bate-papo com os estudantes. Me sinto muito grata, muito honrada por trabalhar nessa escola, por meus alunos, que vão a fundo nas reflexões, e sou grata a Deus pela oportunidade. Vamos tentar amadurecer ao máximo para que nos próximos anos possamos trabalhar com maior intensidade. Quando falamos sobre ‘Feminicídio: um grito no silêncio’ é para que, realmente, a gente venha romper esse silêncio com a nossa voz, com o nosso corpo, com essa causa, com amor e por amor”, ressalta a professora homenageada.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias