Armazém Paraíba
YASMINI
TOPO 4 ANOS
ISEPRO
DESCAÇO E ABANDONO

Angical do Piauí | Comunidade Caldeirão sofre com falta de água há mais de 15 dias

Vários moradores afirmam que a gestão do município tem consciência do problema, mas parecem tapar os olhos.

03/08/2019 21h07Atualizado há 3 semanas
Por: Jeová Monteiro

Os moradores da comunidade Caldeirão, localizada na zona rural do município de Angical do Piauí estão passando dias difíceis com a falta d’água. A localidade não possui sistema de água encanada pela empresa Agespisa e dependem de bombas que são mantidas pela prefeitura.

Uma equipe do Notícia Diária esteve na tarde deste sábado (03) visitando o local e de acordo com os moradores há mais ou menos de 15 dias cerca de 200 famílias estão sem água nas torneiras.

“Eles mandam um carro pipa logo cedo, mas quando dá 9h já não tem mais água nas torneiras”, relatou um dos moradores. “Lavamos roupa em um vizinho, banhamos uma vez por dia, temos crianças em casa, e por isso pedimos encarecidamente que ela [prefeita] resolva isso logo porque quem tem sede tem pressa” disse uma outra.

Os moradores afirmam que a água levada pelo carro pipa do município não serve para ser ingerida por não saberem a procedência e possuir um gosto muito forte de ferrugem.

 

Com respiração ofegante e o sofrimento estampado no rosto após chegar com duas latas de água trazidas de uma barragem próxima à comunidade, seu França morador local, expressa sua revolta afirmando que é preciso “buscar água nas barragens, que nas torneiras não tem”.

Moradores relatam que já é a segunda vez que passam por esse problema neste ano.

AGRAVANTES

As aulas da U. E. João Gomes da Costa, escola que fica na comunidade, estão previstas para iniciarem na próxima terça-feira (06) e os pais se perguntam como deixar seus filhos em um local onde não terá água nem mesmo para beber?

Acompanhados pelo vereador Jordão, visitamos a escola, que inclusive é onde está localizado o poço que abastece a comunidade, a caixa d’água que abastece o prédio não recebe água, nem mesmo do carro pipa.

Os relatos são de que a última vez que ocorreu falta de água na comunidade os funcionários da escola carregavam baldes de água para prepararem a merenda e fazer a limpeza da escola.

DESCASO E CONTRADIÇÃO

Vários moradores afirmam que a gestão do município tem consciência do problema, mas parecem tapar os olhos.  Em troca de mensagens com uma moradora a prefeita da cidade, Neta Santos, afirma desconhecer o problema, mas logo em seguida diz ter conversado com um dos seus funcionários e o mesmo afirmou que está há dias abastecendo o local, o que comprova a veracidade das falas dos moradores e o descaso da gestora da cidade para com o povo.

 O outro lado

Tentamos contato com a prefeita do município para comentar a situação, mas até o fechamento da matéria ela não havia respondido a nossa equipe.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias