Armazém Paraíba
TOPO 4 ANOS
ISEPRO
YASMINI
Inquérito

BARRO DURO: Delegacia não 'conclui inquéritos' por falta de estrutura

Dentre os vários problemas enfrentados, foram listados os mais graves: a Delegacia contava com três viaturas, hoje só conta com um veículo.

26/07/2019 12h05
Por:
Fonte: Fala Piauí
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Ministério Público do Estado do Piauí, por meio da Promotoria de Justiça de Barro Duro, instaurou Inquérito Civil para apurar as condições da estrutura da Delegacia de Polícia Civil do município e de pessoal. Ao longo dos últimos dois anos, a Promotoria de Justiça de Barro Duro vinha percebendo o frequente excesso de prazo para a devolução de procedimentos investigatórios. 

Em resposta ao MPPI, a Autoridade Policial local informou que “em resposta às várias requisições de diligências que têm chegado nesta Delegacia, na sua maioria, referentes a procedimentos policiais instaurados por outros delegados que me antecederam, informo que estamos realizando grande esforço para atendê-las. Relevante ressaltar que o não atendimento em tempo hábil de algumas requisições ocorre devido à falta de estrutura mínima para funcionamento, às condições precárias de trabalho e, principalmente, ao reduzidíssimo efetivo de policiais lotados nesta delegacia”.

Dentre os vários problemas enfrentados, foram listados os mais graves: a Delegacia contava com três viaturas, hoje só conta com um veículo, além de não atender a demanda de cinco cidades pelas quais respondem (Barro Duro, Passagem Franca, São Miguel da Baixa Grande, São Félix e Santa Cruz dos Milagres), há vários locais de difícil acesso que o veículo não trafega; A Delegacia não possui internet, o que dificulta as diligências que necessitam coletar dados. Os aparelhos de ar condicionados do alojamento e gabinete do delegado estão sem funcionar há mais de quarenta dias. A Delegacia não possui escrivão de polícia, o que retarda o andamento dos inquéritos, sobrecarregando os agentes de polícia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias