YASMINI
TOPO 4 ANOS
Armazém Paraíba
ISEPRO
Obras

Av. João XXIII será interditada a partir deste domingo (07) para execução da galeria

As duas vias centrais da Avenida serão interditadas e os veículos deverão trafegar pelas marginais nos sentidos Centro/Leste e vice-versa.

05/07/2019 10h53
Por: André Rodrigues
Fonte: Ascom
Rômulo Piauilino
Rômulo Piauilino

A partir do próximo domingo (07) a galeria da zona Leste atravessará a Avenida João XXIII para prosseguir com o andamento dos serviços de forma efetiva e hábil. As duas vias centrais da Avenida serão interditadas e os veículos deverão trafegar pelas marginais nos sentidos Centro/Leste e vice-versa.

A ação se estenderá até o final do mês de julho, em virtude da diminuição do tráfego no local por causa das férias escolares, para possibilitar o trabalho da SDU Leste, necessário para o avanço das obras e, consequentemente, para a solução dos problemas de alagamentos na região.

“A galeria é um dos nossos grandes desafios aqui na região e esperamos que no próximo inverno a população já possa contar com essa importante obra de drenagem das águas das chuvas. Para isso, pedimos a compreensão da população quanto aos transtornos que serão causados pelo avanço da galeria”, explicou o superintendente da SDU Leste, João Pádua.

Nos próximos dias serão iniciadas as escavações e colocação de aduelas para dar prosseguimento ao acesso da galeria. A Rua Miguel Arcoverde, entre a Solnascente e a Canadá Veículos também será interditada para facilitar o tráfego dos carros que passarão pela marginal da Avenida.

O plano de tráfego foi viabilizado pela SDU Leste com a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (STRANS) em reunião realizada na última segunda-feira (01). A ação conta ainda com a parceria do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Considerada uma obra complexa, a galeria tem investimento superior a R$ 49,4 milhões e terá aproximadamente 7 km de extensão, passando pelos principais pontos da região Leste da cidade. O objetivo é minimizar os transtornos causados com os alagamentos decorrentes das águas das chuvas. Os recursos são oriundos da Caixa Econômica Federal, com contrapartida da Prefeitura de Teresina.

“As próximas fases terão uma complexidade maior, mas já estamos estudando as medidas necessárias para minimizar os transtornos causados à população. O resultado da construção da galeria trará inúmeros benefícios, mudando a vida de muitas pessoas que moram na região”, completou o superintendente executivo da SDU, Ângelo Cavalcante.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias