PIAUÍ

Uespi: Estudantes de medicina obtêm liminar para atuar contra coronavírus

No Piauí, 16 estudantes de medicina da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) conseguiram na Justiça uma liminar que permite antecipação de formaturas. O objetivo é fortalecer a equipe de profissionais da saúde no enfrentamento à pandemia de coronavírus. No estado, já são quatro casos confirmados e outros 101 suspeitos, segundo boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde do Piauí (Sesapi) na sexta-feira (20/03). A decisão não teria sido cumprida ainda, segundo os estudantes, devido dificuldades impostas pela administração da instituição.

32ª turma de medicina da Uespi (Foto: Arquivo pessoal/ Paula Sampaio)

De acordo com o universitário Samuel César, o reitor da Uespi, Nouga Cardoso, afirmou à 32ª turma de medicina que só poderia ajudá-los na segunda-feira (23/03). Já o vice-reitor, Evandro Alberto, não se encontra em Teresina e o pró-reitor, Pedro Antônio Soares Júnior, teria se recusado a atender um oficial de Justiça. A 32ª turma de medicina teme perder a oportunidade de ajudar no combate ao Covid-19, uma vez que o prazo para recrutamento do Ministério da Saúde acaba no domingo (22/03).

“Tentamos entrar em contato com autoridades da Uespi, sem sucesso. Claramente, essas pessoas estão se esquivando do nosso contato e das suas responsabilidades. O reitor afirmou que não poderia nos ajudar até segunda-feira. Entretanto, o edital o Mais Médicos é só até amanhã. O vice-reitor não está em Teresina. O oficial de Justiça solicitou um encontro com o pró-reitor que se recusou a recebê-lo”, declarou o aluno. 

Segundo a estudante Nayara Resende, foram 16 pedidos protocoladas pela 32ª turma de medicina na coordenação da Uespi, ainda no dia 13 de março. No entanto, oito dias depois não tiveram nenhum posicionamento por parte da instituição. Na decisão da juíza da 2ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública, Carmelita Angélica Brito de Oliveira, consta que o reitor deveria cumprir a decisão em 24h, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 10 mil.

Foto: Montagem/ OitoMeia

VEJA NA INTEGRA O APELO FEITO POR NAYARA EM NOME DA TURMA DE DE MEDICINA

Sou estudante do 12 período de medicina da UESPI.

Estamos em uma situação bem complicada e gostaríamos de compartilhar isso com a imprensa para que a população pudesse ficar sabendo.

Entramos na justiça com pedido de adiantamento de nossa formatura para que possamos nos inscrever no programa do governo denominado mais médicos para o enfrentamento da pandemia do Covid-19. Ganhamos a decisão ontem para que a Instituição possa nos dar o direito de formar em tempo hábil ( até as 22 hrs do Domingo).

Porém, estamos encontrando muita dificuldade por parte da instituição, que nem sequer recebeu o oficial de justiça.

Assim como nós, outros estudantes de outras instituições de ensino superior conseguiram formar em caráter de urgência, tais como FACID e Novafapi.

Em nome da 32 turma de medicina da Universidade Estadual do Piauí venho pedir apoio e divulgação do que está acontecendo.

O QUE A UESPI DIZ

OitoMeia entrou em contato com a Uespi que por meio da assessoria afirmou que irá se posicionar em breve. A reportagem também entrou em contato com a assessoria do vice-reitor, Evandro Alberto também irá emitir uma resposta logo mais. O telefone do reitor Nouga também foi contactado, porém, a chamada foi encaminhada para Caixa Postal. As ligações para assessoria também não foram respondidas até o momento.

Tópicos relacionados

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar