Polícia

Governador exonera policial suspeito de assassinar criança

Só agora, o Governo do Piauí recorreu e tornou sem efeito a nomeação dos policiais assinando o decreto que reflete no afastamento dos militares da corporação.

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), assinou a exoneração do policial militar Aldo Luiz Barbosa Dornel aprontado como autor do tiro que matou a criança Emily Caetano, de nove anos, assassinada durante uma abordagem policial desastrosa no dia 25 de dezembro de 2017.

W. Dias e o secretário de Governo Merlong Solano assinaram um decreto que torna sem efeito a nomeação de quatro candidatos que não obtiveram resultado positivo no exame psicotécnico para entrar no quadro da Polícia Militar do Piauí.

Tanto Aldo como os outros policiais, haviam sido reprovados nos exames psicotécnicos em certames de 2011 e 2014 para ingresso na Polícia Militar do Piauí, os quatro policiais militares incluídos no decreto recorreram à Justiça na época e foram nomeados sub judice, quando a decisão está nas mãos de juiz ou tribunal, aguardando determinação judicial.

Só agora, o Governo do Piauí recorreu e tornou sem efeito a nomeação dos policiais assinando o decreto que reflete no afastamento dos militares da corporação.

A orientação do governador é que a Procuradoria Geral do Estado (PGE) acompanhe e recorra a todos os processos judiciais que garantiram a nomeação de policiais civis e militares que não seguiram a todas as etapas exigidas nos editais de ingresso às corporações da Segurança Pública.

SOBRE O CASO
Emilly morreu após ser baleada durante uma abordagem da Polícia Militar na avenida João XXIII, na Zona Leste de Teresina. Além da criança, a mãe dela foi atingida no braço, e o motorista, seu pai, foi baleado na cabeça, internado e perdeu a audição de um dos ouvidos.

Fonte: 180graus

Comentários

Tags

Moisés Pontes

Moisés Pontes atualmente é estudante de enfermagem pela Faculdade FAMEP. Iniciou sua carreira profissional como colunista jornalístico em 2013 no site de notícias local Amarante Net a convite do atual prefeito Luiz Neto (PSD). Em 2014, recebeu o convite para assumir no Portal JN (Teresina) a coluna Informe Amarante com notícias do município e região. Atualmente também presta serviços como assessor de imprensa político e colaborador da AD Publicidade de Teresina. A convite da deputada e secretária de infraestrutura, Janaínna Marques, Moises recebeu a presidência do PTB Jovem Amarante tornando-se adjunto ao atual presidente Dr. Ítalo Queiroz (PTB Amarante). Trabalhou em 2015 como TARM-Técnico Telefonista Auxiliar de Regulação Médica do SAMU Amarante. Sobre sua paixão por jornalismo, Moisés Pontes foi orientado e instruído pelo jornalista, advogado, professor e historiador cultural Virgílio Queiroz, ator do filme Aí Que Vida de Cícero Filho. Moisés Pontes tem como meta no futuro próximo, criar um site e assessoria de mídias e notícias em saúde devido sua paixão por enfermagem e jornalismo.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close