Cidades

Prefeito de Luzilândia aditivou contrato milionário antes de ser eleito

De acordo com o portal GP1 o prefeito de Luzilândia, Ronaldo Gomes ( PTC), teria assinado  aditivo de contrato de forma indevida, visando prorrogar a execução de obra do Governo Federal, no município, antes de assumir a prefeitura.

O aditivo é referente ao convenio nº 22628/2014 celebrado o Ministério da Educação e Cultura, no valor de R$ 3.533.775,34 ( três milhões, quinhentos e trinta e três mil, setecentos e setenta e cinco reais e trinta e quatro centavos) para construção de um espaço educativo com 12 salas de aula.

O documentado, datado de 18 de setembro de 2016, prorroga o prazo de execução da obra por mais 365 dias. Ocorre que, na data da assinatura, ainda era prefeita Ema Flora, cujo mandato findou em 31 de dezembro de 2016.

Veja aqui o aditivo do contrato

A data para conclusão da obra pela empresa Equilibrium Construções Ltda.,  com sede em Belém/PA, foi aditado para 29/11/2017, sendo que até a presente data só ocorreu a execução de 25% , com gastos no montante de R$ 989.457,10 ( novecentos e oitenta e nove mil, quatrocentos e cinqüenta e sete reais e dez centavos), pelo órgão federal.

O termo aditivo foi obtido pelo GP1 através do Sistema Integrado de Monitoramento Execução e Controle- SIMEC, do Ministério da Educação e Cultura.

O prefeito devera ser alvo de inquérito policial por falsidade ideológica e falsificação de documento público. A pena para os crimes pode chegar a cinco anos de cadeia, segundo a reportagem de Raisa Brito do portal GP1.

Prefeito foi eleito em 02 de outubro de 2016

O prefeito Ronaldo Gomes foi eleito prefeito de Luzilândia na eleição de 02 de outubro de 2016 e tomou posse em 01 de janeiro de 2017.

O outro lado

Procurado pelo GP1 na manha desta terça-feira ( 17), a assessoria do prefeito afirmou que não tem conhecimento sobre a assinatura do aditivo, mas se comprometeu a investigar o caso.

Veja nota na integra

Governo de  Municipal Luzilândia, 17 de outubro de 2017

Quanto ao documento “ supostamente aditivo”, referente ao convenio 22628/2014 celebrado ano passado, de acordo com a data mencionada no mesmo a partir de vossas informações, declaramos não termos conhecimento sobre o mesmo, no que faremos um levantamento minucioso junto às questões enlaçadas no “ suposto aditivo”.

Só depois da publicação, e do conhecimento do conteúdo da reportagem, nos manifestaremos com precisão sobre o assunto.

Att.: Assessoria de Comunicação

Fonte e fotos: GP1

Comentários

Tags

Moisés Pontes

Moisés Pontes atualmente é estudante de enfermagem pela Faculdade FAMEP. Iniciou sua carreira profissional como colunista jornalístico em 2013 no site de notícias local Amarante Net a convite do atual prefeito Luiz Neto (PSD). Em 2014, recebeu o convite para assumir no Portal JN (Teresina) a coluna Informe Amarante com notícias do município e região. Atualmente também presta serviços como assessor de imprensa político e colaborador da AD Publicidade de Teresina. A convite da deputada e secretária de infraestrutura, Janaínna Marques, Moises recebeu a presidência do PTB Jovem Amarante tornando-se adjunto ao atual presidente Dr. Ítalo Queiroz (PTB Amarante). Trabalhou em 2015 como TARM-Técnico Telefonista Auxiliar de Regulação Médica do SAMU Amarante. Sobre sua paixão por jornalismo, Moisés Pontes foi orientado e instruído pelo jornalista, advogado, professor e historiador cultural Virgílio Queiroz, ator do filme Aí Que Vida de Cícero Filho. Moisés Pontes tem como meta no futuro próximo, criar um site e assessoria de mídias e notícias em saúde devido sua paixão por enfermagem e jornalismo.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close