Política

Bolsonaro teve apenas dois projetos aprovado em 26 anos de deputado

Estadão divulgou, após um levantamento com o Broadcast, que o deputado federal Jair Bolsonaro, nome forte para disputar a presidência em 2018, teve em 26 anos de mandato apenas dois projetos aprovados na Câmara Federal.

Eleito pela primeira vez em 1990, no começo apresentava mais projetos para os militares, mas com o passar do tempo também apresentou projetos para outras áreas.

Seu sétimo mandado encerra ano que vem e no total ele apresentou 171 projetos na Câmara.

Dos projetos aprovados um deles pé que que estende isenção do IPI sobre bens de informática e automação produzidos nas regiões de influência da Sudam, Sudene e Região Centro-Osteste até 2003 e o outro autorizando o uso da fosfoetanolamina, a pílula do câncer.

Bolsonaro acredita que seus poucos projetos aprovados não devem atrapalhar sua campanha em 2018.

Wilson Dias/Agência Brasil

Comentários

Moisés Pontes

Moisés Pontes atualmente é estudante de enfermagem pela Faculdade FAMEP. Iniciou sua carreira profissional como colunista jornalístico em 2013 no site de notícias local Amarante Net a convite do atual prefeito Luiz Neto (PSD). Em 2014, recebeu o convite para assumir no Portal JN (Teresina) a coluna Informe Amarante com notícias do município e região. Atualmente também presta serviços como assessor de imprensa político e colaborador da AD Publicidade de Teresina. A convite da deputada e secretária de infraestrutura, Janaínna Marques, Moises recebeu a presidência do PTB Jovem Amarante tornando-se adjunto ao atual presidente Dr. Ítalo Queiroz (PTB Amarante). Trabalhou em 2015 como TARM-Técnico Telefonista Auxiliar de Regulação Médica do SAMU Amarante. Sobre sua paixão por jornalismo, Moisés Pontes foi orientado e instruído pelo jornalista, advogado, professor e historiador cultural Virgílio Queiroz, ator do filme Aí Que Vida de Cícero Filho. Moisés Pontes tem como meta no futuro próximo, criar um site e assessoria de mídias e notícias em saúde devido sua paixão por enfermagem e jornalismo.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close