Geral

Cinco faculdades do Piauí estão entre as piores do Brasil

Cinco instituições privadas de ensino superior do Piauí estão entre as piores do Brasil, segundo informou o site Exame através da divulgação de uma lista com as 313 instituições que tiveram uma avaliação negativa pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), através do Ministério da Educação (MEC). Os dados são com base nas provas realizadas em 2015.

Todo o ano o Ministério da Educação seleciona cursos de cada instituição para que os alunos possam fazer a prova do Inep. Com base no desempenho dos alunos é determinada a qualidade dos cursos. Em 2015 foram avaliadas 2.109 instituições de ensino superior, onde o curso selecionado recebe um Índice Geral de Cursos (IGC) de 1 a 5. As instituições que receberam 1 ou 2, são consideradas as que tiveram um desempenho insatisfatório e ficam passível de punição, podendo até mesmo ficarem proibidas de realizarem vestibulares, até que melhorem a nota do curso.

No Piauí, entre as piores, as quatro primeiras colocadas são faculdades que tiveram um curso analisado e receberam uma nota 2 no IGC. Em primeiro lugar aparece o Instituto Superior de Educação São Judas Tadeu, depois a Faculdade Evangélica Cristo Rei, seguida pelo Instituto Superior de Educação do Sul do Piauí (Isespi) e a Faculdade Piauiense de Processamento de Dados.

No caso da Faculdade Evangélica Cristo Rei, ela já teria sido descredenciada pelo MEC em 2015. Em quinto lugar aparece o Centro de Ensino Superior do Vale do Parnaíba (Cesvale), que teve três cursos analisados, ficando com um IGC de 2.

Fonte: GP1

Comentários