Geral Polícia

“Chega de Mortes”, anuncia ato de fechamento da BR-135 no Sul do Piauí

Foram 35 mortes na BR-135, só em 2017, em trecho piauiense no Sul do estado. Esses dados são da Diocese de Bom Jesus, a 620 km de Teresina. Tal número fez com que padres das paróquias da região se mobilizassem à realização de uma missa em prol da vida e de sensibilização aos motoristas causadores de acidentes. O evento acontece na próxima quinta-feira (22/06), às 17h, entre as cidades de Cristalândia e Alvorada do Gurgueia.

evento acontece na próxima quinta-feira (22/06), às 17h, entre as cidades de Cristalândia e Alvorada do Gurgueia (Foto: Reprodução Wikipedia)

Enquanto a Igreja deixa bem claro que a celebração religiosa não é um ato de protesto, outro movimento surge com tal intenção. O segundo será organizado no dia 1º de julho, às 8h, pelas famílias das vítimas de acidentes no Sul do Piauí. “Atenção! A BR-135 vai parar. Chega de mortes”, diz o convite, anunciado a realização do ato em Corrente, a 852 km da capital.

“Não é um protesto. Nós estamos rezando em prol da vida mesmo e também pelas pessoas que faleceram e pelas almas dos defuntos, além das pessoas que sofrem com tudo isso, como os parentes. As mortes na região, só em 2017, é mais que o dobro que em 2016. Todos os padres das cidades cortadas pela BR estarão celebrando as missas”, explica ao OitoMeia Jucilei Lima, diácono da paróquia de Bom Jesus da Boa Sentença.

MISSAS EM NOVE CIDADES

As missas serão organizadas simultaneamente em Cristalândia, Corrente, São Gonçalo, Gilbués, Monte Alegre, Redenção, Bom Jesus, Cristino Castro e Alvorada do Gurgueia, cidades compreendidas pela Diocese de Bom Jesus do Gurgueia.

A Igreja não tem vínculo com o ato de julho, porém não descarta a possibilidade de parceria com a organização do evento que terá início na Ponte do Rio Corrente.

Igreja diz que intenção é lutar pela melhoria das condições da BR-135 (Reprodução WhatsApp)

“Não temos mais informações sobre o manifesto de Corrente, porém ficamos sabendo dessa movimentação pelas redes sociais. O propósito da diocese é envolver toda a sociedade, tanto que estamos entrando em contato com as igrejas evangélicas, espíritas com os que não têm religião. A luta será pela melhoria da BR-135, cuja situação é grave”, destaca ao OitoMeia o padre José Valdo, responsável pela catedral de Bom Jesus.

Fonte: OitoMeia

Comentários