PolíticaÚltimas

Governo pode ir ao Supremo sobre julgamento das contas de Dilma

O advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, disse nesta segunda-feira que vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) se o Tribunal de Contas da União (TCU) pautar o julgamento do processo sobre as contas da presidente Dilma Rousseff referentes a 2014 antes de analisar o pedido feito por ele para afastar o relator do caso, o ministro Augusto Nardes. Para Adams, o relator foi parcial na condução do processo e liberou seu voto pela rejeição das contas antes de analisar a defesa da presidente.

— Se o TCU não conseguir instruir a tempo (a arguição de suspeição contra Nardes), não é possível o julgamento (das contas da presidente) na quarta-feira — disse Adams.

O advogado-geral acrescentou que, se o TCU pautar o processo das contas antes, recorrerá ao STF:

— Isso é passível de ser questionado no Supremo. Nós queremos garantir que, rejeitadas ou aprovadas, as contas da presidente sejam julgadas de maneira imparcial, objetiva e ponderada, e não de forma dirigida e de forma associada a movimentos externos ao tribunal. Vamos procurar o Supremo sempre que verificarmos uma violação de direitos que deva ser apreciada.

O ministro Luís Inácio Adams e o presidente do tribunal de contas da união, Aroldo Cedraz (Foto: Michel Filho / Agência O Globo)
O ministro Luís Inácio Adams e o presidente do tribunal de contas da união, Aroldo Cedraz (Foto: Michel Filho / Agência O Globo)

Fonte: Blog do Noblat / noblat.oglobo.globo.com

Comentários

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close